Neste site você vai encontrar soluções!

E-mail : contato@agenciafloriano.com.br
  Contato : (11) 9.6445.2039

Blog

Hora de reinventar o Marketing Político e Eleitoral para 2020

Por Marcello Barbosa*

No dia seguinte após cada eleição já se fazem todas as avaliações possíveis sobre o que determinou derrotas e vitórias. Porém as eleições de 2018 foram mais surpreendentes do que o normal. As variáveis que garantiram vitórias e derrotas são diversas e isso vai nortear a disputa eleitoral em 2020. Este é o primeiro de uma série de artigos que desejo escrever sobre o processo eleitoral 2018 e o próximo em 2020.

As eleições 2018 foram marcadas pela Internet, de uma forma muito ampla, desde as tradicionais redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter) até a onda do momento que é o Whatsapp. E não podemos deixar de falar das Fake News. Porém algo muito maior está sendo ignorado: O Discurso assertivo!

As diversas ferramentas foram essenciais, mas aqueles candidatos que tiveram êxito trabalharam seu discurso, suas ideias, suas propostas antes e durante a campanha eleitoral. Uma coisa é fato: Não se dá resultado tendo apenas a rede social ativa na véspera da campanha, quem teve êxito fomentou suas redes sociais durante no mínimo dois anos.

Partindo do principio Discurso X Plataforma Digital assistimos “Comícios Digitais”, Lives com centenas e milhares de pessoas ouvindo seu candidato. Se você quer ganhar a eleição em 2020, saiba que você vai precisar ter conteúdo e cultivar uma rede social bem ampla. Ou seja, foque na Pré-Campanha desde já!

Outra lição que temos que fixar para 2020 é justamente entender que não se transpõe a campanha política offline (na rua) para o digital. O segredo está no equilíbrio de ambas e ter um conteúdo especifico para cada movimento. O que se coloca na rede não é o mesmo que se coloca no panfleto. Também não existem milagres, se o candidato não colaborar e compreender estas duas técnicas (off e on) ele não vai decolar. Um exemplo prático foi o resultado de Henrique Meirelles um candidato “analógico” não se adaptou a era digital e foi ultrapassado por Cabo Daciolo nas redes sociais e em sua votação.

Quando falamos em Internet X Rua devemos lembrar do básico da comunicação de uma campanha: “Posicionamento de Marca”, saber o Foco do candidato, a Imagem que ele vai passar e principalmente suas Propostas. Isso deve ser construído agora! Para isso devemos ter um misto de Haddad e Bolsonaro. Um dos fatores determinantes da Eleição de Bolsonaro foi seu posicionamento claro, mesmo desagradando diversos setores, e sua estratégia de defesa foi o ataque. Da mesma forma que Haddad cresceu ao segmentar seu público, criando um discurso especifico para cada grupo, essa estratégia de Haddad, conseguiu desconstruir Ciro Gomes que apesar de ter um discurso persuasivo, tinha sua limitações de público. Ou seja, em 2020 o candidato vitorioso deve usar a estratégia de ter clareza em suas convicções, segmentar seu público e atacar as fraquezas de seu oponente. Arte da Guerra pura! Sun Tzu foi digitalizado!

2018 nos apresentou outra questão: Não existe transferência automática de votos, da mesma forma que não existe acordo 100% fechado entre partidos políticos. Haddad não conseguiu vencer pois Lula não obteve êxito na transferência de votos. E Alckmin fechou o cerco dos partidos mas não obteve a fidelidade dessa base. Em 2020 não será um ano positivo para candidaturas Governistas da mesma forma que os candidatos a Prefeito terão que articular não apenas com partidos políticos mas com seus integrantes e candidatos a vereador. Para isso, ele vai precisar de uma estratégia de comunicação clara que convença que ele sairá vitorioso no pleito, caso contrário ele será abandonado como aconteceu com Alckmin. Agora reflitam sobre como será a construção das chapas de vereadores (as) e as campanhas de cada um deles. Isso tratarei em breve.

Chegamos a uma conclusão: Todas as estratégias de Marketing Político Eleitoral não podem ser tratadas de formas isoladas, e os profissionais desta área deverão estar integrados com os movimentos estratégicos da campanha. Tudo isso começa no período pré-eleitoral, neste momento! O desafio em 2020 será a disputa dentro de um Sistema antigo, com ferramentas digitais sem limites, com uma Justiça Eleitoral falha e candidatos que compreendam estes fatores para que juntos com sua equipe possa ouvir a voz das ruas, entender a dinâmica do cenário político e por fim construir seu Discurso.

*Marcello Barbosa é Jornalista e Consultor em Marketing Político Eleitoral. Atualmente é Diretor da Agência Floriano Comunicação Integrada, franqueado da Agência Web4 Comunicação em Itaquaquecetuba e Diretor do Portal de Notícias Região em Contexto.

Leia Mais

Planejamento de campanhas de marketing nas redes sociais

Publicado originalmente no Portal SEBRAE

O planejamento estratégico de campanhas de marketing online é importante para utilizar efetivamente os recursos oferecidos por diferentes plataformas digitais. Para isso, comece pensando nos seguintes assuntos:

  • Avaliação dos recursos: analisar qual é o orçamento disponível para ações de marketing nas mídias sociais.
  • Definição de funções: gerenciamento das redes sociais por quem tem familiaridade com a plataforma escolhida.
  • Identificação do público-alvo: conhecer o perfil dos usuários para maior proximidade entre a marca e o consumidor.
  • Definição da linha de comunicação: estabelecer a abordagem que será adotada (formal ou informal) para a produção do conteúdo.
  • Periodicidade das postagens: manter frequência fixa de atualização e respostas aos clientes.
  • Monitoramento: acompanhar o fluxo de acesso nas postagens e promoções para a efetividade da campanha de marketing digital.

Ações promocionais

Seja com brindes, descontos ou concursos, a principal ideia é atrair o consumidor para a campanha, levando até ele o produto ou o serviço que deverá ser vendido.

Confira a seguir algumas dicas para ações promocionais:

  • Oferta: você pode associá-la diretamente ao produto ou relacioná-la a alguma outra ação atraente para o público-alvo.
  • Participação do cliente: ações bem-sucedidas, em geral, fazem com que o consumidor participe e se envolva em algum tipo de evento, como sorteios, concursos ou competições.
  • Rede de relacionamentos: é desejável que a ação envolva a rede de relacionamentos do consumidor.

Plataformas promocionais

  • Facebook: criação de página da marca. Há inúmeras possibilidades de ações nessa rede social. Por exemplo, divulgação de coleções, promoções para quem fizer check-in na loja física da marca ou códigos de descontos para compras online.
  • Instagram: incentivo aos consumidores para tirarem foto com a hashtag (#) da empresa ou a repostagem de conteúdos que despertam desejo de compra.
  • Twitter promo: permite lançar ações promocionais no Twitter, utilizando a capacidade viral da rede.
  • E-mail: com o cadastro e a fidelização dos clientes, é possível informá-los por e-mail de coquetéis para inauguração de uma coleção nova, ofertas exclusivas e queima de estoques.

Fique atento à legislação atual e ao Código de Defesa do Consumidor, preservando os direitos do seu cliente. Por exemplo: para a realização de sorteios ou distribuição de brindes e prêmios por meio das redes sociais, é necessário que o empresário seja previamente autorizado pela Caixa Econômica Federal. Isso pode ser feito por meio de ofício ou carta.

Leia Mais

8 Passos para fazer marketing em micro e pequenas empresas

Por Sebrae*

O marketing é uma das melhores formas de divulgar seu negócio, fazendo com que sua marca seja vista e seus produtos e serviços mais lembrados e valorizados.

Algumas ações usadas no dia a dia podem te ajudar a conhecer melhor o seu cliente e a entender como se comunicar melhor com ele. A consultora do Sebrae, Cássia Godinho, preparou algumas dicas para começar a fazer o marketing do seu negócio no dia a dia:

1) Crie uma marca e cuide dela

O primeiro passo é escolher o nome do negócio, mas os cuidados não devem parar com a criação do logo, ou mesmo após colocar o letreiro na porta do estabelecimento. É preciso “trabalhar” e cuidar para que seja conhecida e lembrada.

“Algumas formas de por isso em prática é colocar o seu logo em mais materiais, não apenas no letreiro do estabelecimento. Pode ser em uma parede, na nota fiscal, na sacolinha, no jogo americano de mesa, na embalagem para presente, no cartão de visita disponível para o cliente, no material de divulgação, no uniforme dos funcionários, e assim por diante”, ilustra Cássia.

2) Conheça seu cliente

A melhor divulgação é feita quando se sabe o perfil e os hábitos do potencial cliente, como idade, região em que mora, com o que trabalha, quanto está disposto a pagar por produtos/serviços como o seu, como toma a decisão de compra, onde ele se informa, quais lugares ele frequenta, entre outros.

“Sabendo tudo isso, é possível selecionar o melhor meio e frequência para atingir seu cliente de forma eficiente”, lembra a consultora.

3) Busque afinidades com o seu público

Pense em como o seu negócio pode divulgar e consolidar a sua visão de mundo. Conquiste clientes que tenham a mesma forma de pensar, e, assim, crie uma ligação emocional com ele.

“Ele pode virar seu fã, e, além de comprar, os fãs defendem seu negócio, acreditam nele, recomendam para os conhecidos, sugerem, participam e são fiéis”, completa.

4) Deixe as desculpas para trás

Se algo não está funcionando como deveria, assuma a responsabilidade e não use desculpas para elas. Se o site está desatualizado, o cardápio tem preços riscados à caneta, ou o cartão de visita está com alguma informação errada, dedique um tempo para resolver estes simples problemas que podem prejudicar sua imagem diante do cliente.

“Não deixe seu cliente perceba os problemas que sua empresa enfrenta no dia a dia, nenhum consumidor está interessado em ouvir o que dá errado com provedor do produto/serviço que ele está pensando em adquirir. Um negócio amador não inspira confiança”, destaca Cássia.

5) Tenha bons relacionamentos

Ter poucos clientes, ou apenas um grande cliente, é algo muito arriscado para micro e pequenas empresas, por isso a prospecção precisa ser feita com regularidade. Marketing e relacionamento ajudam muito nessa hora, portanto relacione-se com seu cliente.

“Telefone, marque reuniões comerciais, realize eventos com clientes atuais e potenciais, ofereça benefícios personalizados para a necessidade de cada um, disponibilize informação relevante, esbanje simpatia”. Para a consultoria, essas medidas, aliadas a um bom atendimento pós-venda, podem diversificar a cartela de clientes e aumentar as chances de sua empresa faturar mais.

6) Aposte nas parcerias

Outra solução interessante é buscar parcerias com outras empresas que atendem o seu público alvo, mas com negócios totalmente distintos. Por exemplo: um nutricionista pode fazer parceria com uma academia de ginástica. Assim, se o cliente faz uma consulta para perder peso, ele poderá ser indicado para fazer exercícios na academia parceira. E os alunos da academia que precisarem de dieta especial, serão indicados para o consultório do nutricionista parceiro. Pense em quais empresas podem ser suas parceiras e elabore uma proposta na qual os três saem ganhando: sua empresa, seu parceiro e o cliente de vocês.

7) Planeje-se

Existe um ditado que diz: quando a cabeça não pensa, o corpo padece. No mundo dos negócios, quem padece é o bolso. Ao contrário das grandes multinacionais, micro empresas não têm uma sobra de dinheiro para poder errar e depois consertar. Por isso fala-se tanto em planejamento e na sua importância. Deve-se fazer um levantamento de todas as implicações quando se resolve tomar uma decisão que envolva custos.

Quer mudar o nome da empresa ou trocar o endereço? Já preveja a quantidade de cartões de visita e material de divulgação que irá precisar até lá, para não imprimir demais e desperdiçar o excesso.

Caso queira divulgar para aumentar a demanda, saiba antes qual é sua capacidade máxima de atendimento. E se ela for insuficiente para seus planos, inicie a ampliação antes de fazer a propaganda. Um dinheiro muito mal gasto é aquele que resulta numa divulgação eficiente que atraiu clientes que não puderam ser atendidos.

8) Se mantenha atualizado

Conhecer ferramentas de marketing e ver como as empresas tem utilizado as ações para vender mais e conquistar mais clientes são grandes fontes de inspiração para usar no seu dia a dia também.

*Publicado Originalmente no Portal Sebrae Nacional

Leia Mais

A importância de um site para sua empresa

Por Marcello Barbosa*

Você já buscou o nome da sua empresa no Google ou outro buscador? Achou algo relevante sobre ela? Se não achou, passou da hora de você ter um site! Quem não é visto, não é lembrado e a Internet é uma enorme e infinita vitrine para você, com certeza enquanto você lê este texto alguém pode estar procurando seus serviços no Google.

Veja 10 motivos para criar hoje o site da sua empresa e alavancar seu Marketing Digital!

Credibilidade: Com um site bem estruturado você consegue mostrar credibilidade, mesmo sendo uma empresa pequena, se seu site for bem projetado o cliente vai se sentir seguro em entrar em contato e solicitar seus serviços.

Divulgação 24h: Da mesma forma que a Internet é uma vitrine enorme e quase ilimitada, ela está funcionando sete dias por semana e 24 horas por dia.

Informação: O cliente procura se informar, saber quem é você, o que você fez, quem você já atendeu e quais serviços você presta. Em um site você cria uma apresentação completa e de fácil acesso para todos.

Acesso/Contato: Tenho certeza que você já ouviu aquela frase “Precisei do seu serviço mas não sabia como te encontrar”, esse problema se resolve com um site bem montado e com destaque para diversos contatos, desde número de telefones, redes sociais e até um mapa de como chegar no local.

Concorrência: Se você não tem um site, com certeza seu concorrente tem, cabe a você ter um site melhor e consequentemente faturar mais!

Expansão: Sua marca bem posicionada na Internet vai propiciar uma boa reputação entre clientes, além disso haverá o aumento de negócios e consequentemente você terá a oportunidade de crescer.

Retorno X Investimento: A Internet comparada com as outras mídias é a que mais garante retorno do investimento e em menos tempo.

Ampliação da área de negócios: Com um site você não tem limittes geográficos para trabalhar, seu produto e/ou serviço está exposto em uma vitrine mundial.

Interação: Você terá um espaço que poderá interagir com futuros clientes e com clientes atuais.

Diversas Ferramentas: A Internet lhe propicia diversos aplicativos e ferramentas, com um site bem estruturado você poderá criar e desenvolver técnicas de marketing nas redes sociais e também na sua lista de e-mails.

Um site próprio, moderno e adequado a empresa e sua necessidade é o alicerce para uma excelente ação de marketing digital integrada em outras redes sociais e canais da web.

*Marcello Barbosa é Jornalista e Consultor em Marketing Político Eleitoral. Atualmente é Diretor da Agência Floriano Comunicação Integrada e franqueado da Agência Web4 Comunicação em Itaquaquecetuba. 

Leia Mais

Marketing de Conteúdo para empreendedores

Investir em estratégias de Marketing Digital é essencial para qualquer empreendedor que queira conquistar sua posição de destaque no mercado. E uma das áreas do Marketing Digital que está conquistando cada vez mais destaque é o Marketing de Conteúdo.


Mas quais são os reais benefícios do Marketing de Conteúdo para empreendedores?


O que é Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo é uma estratégia que busca engajar com o público-alvo de um empreendimento e aumentar a rede de clientes e de potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante, capaz de atrair, envolver e gerar valor para as pessoas, ocasionando uma percepção positiva da seu empreendimento e, com isso, gerar mais vendas.

Por que Marketing de Conteúdo é importante para empreendedores

O Marketing de Conteúdo é uma ferramenta muito útil para os empreendedores construírem a imagem de sua marca e se aproximarem de seus consumidores com um investimento menor.

Conheça melhor os motivos para qualquer empreendedor investir no Marketing de Conteúdo:

1. Permite que o empreendedor seja encontrado por seus clientes

Para ter sucesso em seu negócio os empreendedores precisam ser encontrados por seus clientes sempre que buscarem por ele, principalmente nas redes sociais.

E a produção de conteúdo é muito útil neste sentido, permitindo que a marca seja melhor posicionada nas buscas feitas por seus clientes no Google ou mesmo em outras ferramentas de busca.

Com sua marca no lugar certo quando seus clientes buscarem por você maiores serão as chances de ter sucesso em seu empreendimento.

2. Melhora o relacionamento do empreendedor com seus clientes

O Marketing de Conteúdo é menos intrusivo que as ações de marketing tradicionais, pois, ao invés de interromper o cliente oferecendo seus produtos e serviços, busca preparar o terreno para o momento que os consumidores buscarem por sua marca, seja para solucionar um de seus problemas ou mesmo para efetuar uma compra.

Com isso, o usuário passa mais tempo em contato com sua marca por sua própria vontade, o que aproxima o relacionamento entre os empreendedores e seus clientes, tornando o contato muito mais intenso.

Isso também ajuda a reduzir as chances de que seus concorrentes impactem os clientes, fazendo-os desistir da compra em um momento específico do processo de decisão.

3. Facilita o compartilhamento das mensagens do empreendedor

No marketing tradicional é preciso investir grandes quantias de dinheiro para alcançar o máximo de pessoas, e os empreendedores de uma forma geral dificilmente têm verba suficiente para isso.

Já o Marketing de Conteúdo permite que o conteúdo seja compartilhado livremente pelo público-alvo de sua empresa, justamente por oferecer material capaz de ajudá-los em suas dúvidas.

Este potencial de compartilhamento é otimizado pelas mídias sociais, onde as pessoas compartilham aquilo que acham interessante. Isso permite alcançar um número maior de pessoas sem exigir investimentos altos em publicidade.

4. Reduz os custos necessários para divulgação da empresa

Para o empreendedor ter sua marca em destaque na mídia tradicional é indispensável manter os investimentos necessários para manter suas campanhas promocionais no ar.

Se o empreendedor parar de investir em publicidade sua mensagem é imediatamente retirada do ar.

Isso já não acontece em uma estratégia de Marketing de Conteúdo. Mesmo reduzindo o ritmo de publicações sua mensagem continuará no ar, aumentando o tempo de vida de suas campanhas e ajudando o seu público continuamente, tornando os investimentos bem menores que nas campanhas tradicionais.

5. Permite acompanhar os resultados de cada ação do empreendedor

Acompanhar os resultados de cada ação promocional realizada no marketing tradicional é difícil, pois exige a realização de pesquisas e coletas de informações para poder dizer com certeza o resultado de cada ação.

No Marketing de Conteúdo a coleta de informações é facilitada, permitindo ter fácil acesso às principais informações sobre todo o conteúdo criado.

É possível identificar facilmente que tipo de conteúdo é mais procurado pelos visitantes, quais páginas geram mais vendas ou mesmo quais geram mais acessos.

Com estas informações toda a estratégia de marketing é otimizada, permitindo ao empreendedor investir no que dá certo e corrigir o que pode ser melhorado.

6. Aumenta a visibilidade da marca

O marketing de conteúdo é uma excelente ferramenta para aumentar a visibilidade de uma marca no mercado digital. Caso o empreendedor não esteja investindo na manutenção da imagem de sua marca, são grandes as chances de seu concorrente estar por lá, roubando os clientes que poderiam ser seus.

Isso é o mesmo que facilitar o trabalho dos seus concorrentes, que certamente aproveitarão para roubar todas as oportunidades de negócio que poderiam ser suas.

7. Ajuda a criar defensores da marca

Fidelizar o público e transformá-los em defensores da marca é o desejo de qualquer empreendedor. Além de comprarem com frequência de sua empresa, clientes fiéis estão sempre disponíveis a recomendar seus produtos e serviços para outras pessoas, diminuindo os custos de aquisição.

Além de aumentar os lucros de sua empresa, isso pode ajudar na construção de uma marca forte e relevante no mercado, capaz de satisfazer plenamente a seus clientes.

Investir em Marketing de Conteúdo pode ajudar o empreendedor a gerar estes defensores para sua marca, justamente por ajudá-lo em seus problemas e orientá-los em direção a conquista de seus objetivos.

8. Ajuda a educar o mercado sobre as melhores práticas

O mercado precisa estar preparado para receber produtos ou serviços inovadores, principalmente em segmentos pouco explorados.

E o Marketing de Conteúdo é uma excelente ferramenta nesta aspecto, pois é capaz de ensinar ao público-alvo de uma empresa sobre os motivos pelos quais aquele produto é importante, além de ensiná-los algumas das melhores práticas que precisam ser aplicadas.

Isso ajuda a diminuir o tempo necessário para o treinamento ou mesmo no tempo usado por seu time de vendas para responder cada uma das dúvidas que podem surgir sobre o produto ou serviço.

9. Ajuda a desenvolver o pós-venda de sua empresa

O momento após as vendas é tão importante para um empreendedor quanto a venda em si e, por isso, precisam ser acompanhadas com cuidado por qualquer empreendedor.

O Marketing de Conteúdo pode ser uma excelente ferramenta nas mãos do empreendedor para ajudar seus clientes neste sentido, pois eles podem tirar dúvidas comuns que podem surgir após a compra ou mesmo ajudar os clientes em caso de problemas, qualquer que seja sua origem.

É uma estratégia interessante para empreendedores de qualquer segmento para se aproximarem de seus clientes, educar o mercado e efetuar mais vendas. Ao produzir conteúdo com regularidade e seguindo as melhores práticas do mercado, o empreendedor estará cada vez mais próximo do sucesso!


Este é um artigo do Resultados Digitais. Clique aqui para conferir o original.

Leia Mais

ARTIGO: Veja as principais mudanças na Legislação Eleitoral para as eleições 2018

 
Foram mudanças, debates, um dia podia tudo e outro dia quase nada, mas enfim o Congresso Nacional conseguiu aprovar mínimas mudanças para a Legislação Eleitoral de 2018. Neste artigo não entrarei no mérito se a reforma é boa ou ruim, vou apenas apresentar tópicos comparando o “antes” e o “agora”.
 
Juridicamente as principais alterações para a disputa eleitoral 2018 têm como base a Emenda Constitucional Nº 97 e as Leis 13.487/17 e 13.488/17. Apresentarei um resumo do que mudou, por isso, oriento estudar a legislação na íntegra.
 
Tempo de Campanha
Antes: Até 2014 o tempo de campanha eleitoral era de 90 dias. Desde 2016 esse período foi reduzido para 45 dias.
Agora: Em 2018 o período será de 45 dias tendo início em 15 de agosto.
 
Propaganda na Internet
Antes: Era proibida qualquer propaganda eleitoral paga na internet. Outra proibição era a divulgação de propaganda em qualquer site de pessoa jurídica ou de órgão público. O candidato poderia usar suas redes sociais e seu site pessoal ou de campanha.
Agora: A propaganda eleitoral paga permanece proibida. A novidade é que partidos e candidatos vão poder usar ferramentas pagas para impulsionar conteúdo nas redes sociais. Permanece autorizado o uso de site institucional e o uso das redes sociais pessoais do candidato e partido.
 
Cláusula de Barreira
Antes: A Cláusula de Barreira sempre surge na discussão das eleições. Porém nunca foi aprovada, ou seja todos os partidos tinham direito ao fundo partidário, tempo de televisão e etc. A divisão de recursos é feita proporcionalmente ao tamanho das bancadas na Câmara dos Deputados, mas mesmo partidos sem representatividade possuem acesso mínimo a esses direitos. 2018 será o ano de “start” para o começo da Cláusula de Barreira, com base nos resultados eleitorais ela começará a ser definida para as próximas eleições.
Agora: A partir de 2019, os partidos deverão cumprir alguns requisitos para ter acesso ao tempo de rádio e TV e também ao fundo partidário. Nessa regra o partido deve em 2018 alcançar 1,5% dos votos válidos para a eleição da Câmara Federal, distribuídos no mínimo em 09 Estados e com pelo menos 1% dos votos válidos em cada um deles, ou eleger no mínimo 09 Deputados Federais em 09 Estados diferentes.
 
Coligações Partidárias
Antes: As Coligações partidárias funcionam como aglomerados políticos, atualmente elas podem ser feitas sem critérios ideológicos. A coligação é essencial para ampliar o tempo de televisão e rádio das campanhas.
Agora: Em 2018 elas ainda serão permitidas. Porém, serão proibidas a partir de 2020.
 
Debates na TV
Antes: As emissoras de TV ou Rádio poderiam realizar debates com a presença obrigatória dos candidatos filiados a partidos com pelo menos 09 parlamentares no Congresso Nacional.
Agora: A partir de 2018 para o candidato poder participar dos debates seu partido político deve possuir pelo menos 05 parlamentares no Congresso Nacional.
 
Horário Eleitoral Gratuito
Antes: Atualmente todos os partidos políticos possuem o direito ao famoso Horário Eleitoral Gratuito mesmo fora do período eleitoral. O tempo e o número de inserções variam de acordo com a representação do partido na Câmara dos Deputados.
Agora: A partir de 2018 a propaganda eleitoral na TV e no rádio será realizada apenas em anos eleitorais. No próximo ano serão apenas 35 dias de propaganda de rádio e TV.
 
Fundo Especial de Financiamento de Campanhas
Antes: Hoje os partidos possuem o Fundo Partidário e não um Fundo Especial para campanhas.
Agora: A partir de 2018 teremos um Fundo Especial de Financiamento de Campanhas. O valor estimado é de R$ 1,7 bilhão e será distribuído da seguinte forma: a) 2% igualmente para todos os partidos políticos; b) 35% para os partidos com a representação mínima de um (a) deputado (a) na Câmara Federal; c) 48% proporcionalmente para todos os partidos com representação na Câmara até o dia 28 de agosto de 2017; d) 15% proporcionalmente para todos os partidos com representação no Senado até o dia 28 de agosto de 2017.
 
Sobre as doações para Campanhas Eleitorais
Antes: Em 2016 foi a primeira eleição onde a doação de empresas (pessoas jurídicas) foi abolida, e os candidatos só puderam receber doações de pessoas físicas.
Agora: Não houve alteração para 2018. As pessoas jurídicas permanecem proibidas de realizar doações e as pessoas físicas podem doar até 10% dos seus rendimentos brutos no ano anterior à eleição.
 
Teto para gastos em Campanhas
Antes: Nas últimas eleições gerais (2014) não haviam limites para gastos, este limite era estipulado pelo partido/coligação e apresentado a Justiça Eleitoral.
Agora: A partir de 2018 haverá um limite de gastos de acordo com o cargo em disputa: a) Presidente: R$ 70 milhões no primeiro turno e R$ 35 milhões no segundo turno; b) Governador: de R$ 2,8 milhões a 21 milhões, proporcionalmente ao tamanho do Colégio Eleitoral do Estado/Distrito; c) Senador: de R$ 2,5 milhões a R$ 5,6 milhões, de acordo com o número de eleitores do Estado/Distrito; d) Deputado Federal: Até R$ 2,5 milhões; e) Deputado Estadual/Distrital: até R$ 1 milhão.
 
Arrecadação financeira
Antes: Na última eleição (2016) a arrecadação só poderia ser realizada a partir de agosto com a candidatura registrada na Justiça Eleitoral e conta bancária aberta.
Agora: Em 2018 o candidato poderá começar sua arrecadação em 15 de maio com um método online (crowdfunding). Os recursos arrecadados serão liberados a partir do registro da candidatura na Justiça Eleitoral.
 
Cessão de veículos
Antes: A cessão de qualquer veículo era autorizada, porém obrigatoriamente todos deveriam constar na prestação de contas do candidato.
Agora: A cessão de veículos do candidato, cônjuge ou parente até o terceiro grau não precisa constar na prestação de contas.
 
Parcelamento de multas
Antes: O parcelamento era realizado em até 60 meses, porém não podia ultrapassar 10% da renda mensal do multado.
Agora: O parcelamento permanece em até 60 meses. Porém não pode ultrapassar 5% da renda mensal do multado se for pessoa física ou 2% do faturamento da pessoa jurídica.
 
Voto Impresso
Antes: Não existia. O voto era registrado somente na urna eletrônica.
Agora: Pela nova legislação o voto impresso foi aprovado para 2018, onde o eleitor poderá votar na urna eletrônica e ao lado dela depositar seu voto impresso. Porém o Tribunal Superior Eleitoral se pronunciou que não possui recursos financeiros para implementa-lo.
 
*Marcello Barbosa é Jornalista e Consultor em Marketing Político Eleitoral. Atualmente é Diretor da Agência Floriano Comunicação Integrada e franqueado da Agência Web4 Comunicação em Itaquaquecetuba.
Leia Mais

[REGRAS] Campanha Solidária “Empresa Amiga do PET”

A Agência Floriano Comunicação Integrada lança nesta quarta-feira (30/08/2017) a campanha solidária “Empresa Amiga do Pet”. Baseada no objetivo de ser além de uma empresa prestadora de serviços, ser uma empresa com responsabilidade social e poder contribuir com a Defesa e Proteção Animal. A Agência Floriano Comunicação Integrada apresenta as regras desta campanha que visa doar ração de gatos e cachorros para ongs (organizações não governamentais) e protetores dos animais independentes.
Abaixo seguem as regras:
1 – Podem participar desta campanha as ongs ou protetores previamente cadastrados pelo email contato@agenciafloriano.com.br que atuam na região do alto tietê;
 
2 – A ração a ser doada terá sua marca definida pela empresa (prezando pela qualidade);
 
3 – O critério de escolha será pela ordem de cadastro. O cadastro será publicado e atualizado constantemente neste portal. Conforme houver as doações, elas serão publicadas no portal e também nas redes sociais da empresa;
 
4 – O protetor ou ong beneficiado pode repassar a doação para um outro protetor ou ong mais necessitado;
 
5 – Caso a lista criada seja toda contemplada, ela será repetida na mesma ordem enquanto não entrarem novas ongs ou protetores nesta lista;
 
6 – O valor de investimento em ração será de 2% no valor do serviço prestado;
 
amigadopet7 – Cabe ao protetor ou ong apontar a necessidade da ração para gatos ou para cachorros. Outros animais não são excluídos do projeto, caso exista a necessidade de ajudar outra espécie, o beneficiário da doação pode apontar esta alteração para a empresa;
 
8 – Caso a Ong ou protetor apresente uma demanda semelhante na hora de ser contemplada, como por exemplo a necessidade de remédios pet ou algo de extrema necessidade a Agência pode deixar de comprar a ração e comprar o remédio, ou cobertor ou qualquer outra coisa que ajude os animais acompanhados;
 
9 – A Empresa se reserva ao direito de doar produtos (ração, medicamentos e etc), em nenhum momento será feita a doação em dinheiro;
 
10 – Esta Campanha Solidária terá inicio a partir de 01 de setembro de 2017 e permanecerá por tempo indeterminado;
 
11 – Nenhuma outra pessoa está autorizada a falar em nome da empresa sem prévia autorização. O Canal Oficial de Informações desta campanha é este Portal e as redes sociais da empresa (Instagram e Facebook);
 
12 – Esta Campanha tem objetivo social, solidário e voluntário. Não configura ação promocional;
13 – Qualquer caso ou situação omissa não descrita nestas regras será resolvida pela Direção da Empresa;
 
14 – Esta campanha é em memória do Thobias, um Super Cachorro que não está mais entre nós.
Itaquaquecetuba, 28 de agosto de 2017
Leia Mais

05 Dicas de Marketing Digital para impulsionar seu negócio!

Artigo escrito por Robson Del Fiol publicado originalmente no Portal E-Commerce Brasil

A presença de sua empresa na internet pode ajudar as pessoas a encontrarem o que você vende. Veja cinco dicas de como é possível impulsionar o negócio através do marketing digital. Dá uma olhada:
 
1) Website
Quando se pensa em ter presença digital, a primeira dica fundamental é desenvolver um bom website. Deve-se levar em conta o que se busca comunicar com a página, qual é o conteúdo a ser disponibilizado e a frequência que será atualizado, além de sua otimização para smartphones e tablets e integração com as redes sociais;
 
2) Buscadores
Só que não basta apenas montar o site de qualquer jeito. É necessário avaliar, de forma muito racional, quais são as palavras-chave que devem ser incluídas no conteúdo da página, pois isso permite impulsionar o tráfego orgânico por meio de buscadores como Google e Bing. Outro ponto a ser considerado é o investimento na busca paga, pois se seu website é recente, o retorno do tráfego orgânico pode não ser suficiente;
 
3) Redes sociais
Pesquisas mostram que o brasileiro passa cerca de 12 horas por semana conectado às redes sociais e mais de 95% desses usuários utilizam o Facebook. Com base nessa informação, é fundamental criar um página no Facebook para o seu negócio e publicar o máximo de conteúdo relevante nessa página, fomentando o crescimento da base de usuários;
 
4) Convergência das estratégias
Agora que seu negócio já possui website, aparece nos buscadores e também está presente nas redes sociais, você vai precisar integrar as estratégias para aumentar a convergência da comunicação. Comece por publicar o conteúdo do website nas suas páginas das redes sociais e busque aumentar a base de usuários nesses canais. Uma vez que sua base cresce e você começa a ter mais engajamento, crie mais links entre as redes sociais e o seu website, pois isso aumentará a indexação por meio dos buscadores;
 
5) Performance
Com todas as estratégias rodando é necessário decidir quais serão as métricas de performance que você utilizará. Em geral, para estratégias mais ligadas a receita (e-commerce) se utilizam métricas como: Custo por Clique (CPC), Custo por Aquisição (CPA), Custo por Lead (CPL) e Retorno sobre o Investimento (ROI). Caso a estratégia esteja mais liga ao posicionamento de marca, então o recomendável: Custo por mil impressões (CPM), Visualização de Páginas, Tempo no website, Taxa de Rejeição e Número de Usuários Novos e Retornos.
Leia Mais

Marketing Digital para os vereadores recém empossados

Por Marcello Barbosa*
 
O ano de 2017 começa intenso em todo o Brasil, afinal desde o dia 01 de janeiro tomaram posse os vereadores (as) e prefeitos (as) eleitos (as) no ano passado.
 
A primeira coisa que um vereador recém empossado deve pensar além de servir o povo que o elegeu é justamente manter comunicação direta com cada um de seus eleitores e também não eleitores. Estamos falando de centenas, milhares de pessoas de olho no seu mandato.
 
A comunicação do vereador com os eleitores é um compromisso de transparência na gestão pública e hoje a principal ferramenta para isso é a internet que se torna o grande “mega-fone” de seu mandato.
 
Veja algumas “dicas de ouro” para o Vereador ou Vereadora se destacar na Internet:
 
Profissionalismo
Não trate a comunicação como “qualquer coisa”, profissionalize, treine seus assessores ou contrate agência especializada, seu eleitor merece o melhor canal de comunicação possível com você.
 
Rede Social Ativa
Mantenha uma rede social ativa, ou seja tenha perfis no Facebook, Twitter, Instagram e sempre atualizados. Outra sacada é ter um canal no YouTube para seus vídeos.
 
Tenha Um Site
Faça um teste, digite seu nome no Google e veja o que aparece. Em 90% dos casos você não vai achar nenhuma noticia relevante sobre seus trabalhos. Ter um website é criar um espaço seu na internet acessível para todos que buscam informações dentro e fora das redes sociais. Nele você vai unificar todas as informações relevantes sobre seu trabalho, será sua vitrine do gabinete e alimentará seus perfis em redes sociais.
 
Fortaleça Sua Marca
Quando falamos em “marca” de vereador estamos falando de seu nome de urna ou como ele é mais conhecido, mas também falamos de uma Logomarca, um símbolo que o represente para ser utilizado em seus materiais de divulgação. É muito importante ter uma logomarca para massificar a divulgação de seu mandato.
 
Seja Criativo
Veja a internet e suas ferramentas como sua aliada, não tenha medo de se expor na rede, pense que seu mandato deve ser visto, lembrando e ter destaque. Da mesma forma que sua campanha foi vitoriosa, seu mandato deve ter uma vitória por dia e quem confiou o voto em você deve saber disso. Grave vídeos, escreva textos, fotografe, use áudios de whatsapp, sms, e-mail marketing e todas formas possíveis de divulgação.
 
Por último não podemos deixar de citar a maior das regras: Tenha FOCO! Crie a dinâmica de sua comunicação digital de forma acertada, PLANEJE o que você deseja fazer e EXECUTE cada ação com disciplina, tenha uma rotina diária para falar com os moradores de sua cidade.
 
*Marcello Barbosa é Jornalista e Consultor em Marketing Político Eleitoral. Atualmente é Diretor da Agência Floriano Comunicação Integrada e franqueado da Agência Web4 Comunicação em Itaquaquecetuba.
Leia Mais

Qual melhor fotografia para sua campanha eleitoral?

Por Marcello Barbosa*

Imagine que você quer comprar um carro. Folheando o catálogo de venda de veículos, você encontra o carro dos seus sonhos, com um valor baixo mas na fotografia ele está arranhado, cheio de falhas e a fotografia não está nítida. Com certeza você muda de página e procura algo melhor. Isso acontece na campanha eleitoral, não seja um carro amassado e mal fotografado, seja uma máquina potente e bem fotografada!
A escolha da fotografia de campanha é fundamental para que a estratégia de marketing do (a) candidato (a) tenha êxito e ele seja eleito. Veja algumas dicas:

Leia Mais